Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O Quase Diário

O Quase Diário

Abelha não pica?

14.01.19, Joana Cavalcanti

847e8f3ddc4782d8759e0ad13d1dca96.jpg

"abelha não pica" é uma alusão a não termos medo de arriscar, pois pode correr mesmo muito bem.

 

a ideia não é mentira. quando tinha cerca de dez anos e estávamos em pleno junho numa maratona do colégio, uma abelha pousou sobre o meu ombro. entrei em pânico claro, pedi ajuda mas estava tudo tão preocupado com a meta ou com mais medo da abelha que eu que seguiram sobre a areia fina, deixando pó "de tosse" num rastilho.

 

tentei ficar imóvel, não sabia assobiar (e ainda mal sei!). a abelha parecia querer picar. não sei bem porquê desatei a correr a sentir um frio imenso, do  género - "estás por ti, safa-te miúda".

 

corri de lágrimas nos olhos até à meta, a tentar pensar em canções para me distrair, sempre com a abelha no ombro, e sempre de olho nela e naquele espigão.

 

cheguei à final, ela voo. nenhuma picadela. a adrenalina disparou.

 

soube ali que abelha não (nem sempre) pica. que vale a pena seguir estes "gut feelings", esta intuição dentro de nós que sabe exactamente o que fazer e como fazer - " Estás por ti, safa-te miúda-já-mulher-de-M-grande", segue sonhos. Abelha não te picou.

2 comentários

Comentar post