Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O Quase Diário

O Quase Diário

[But you'll never lose What you'll never found](para ler com a canção).

26.05.20, Joana Cavalcanti

'Nunca perdes o que nunca encontraste'. Relembra isto. Sempre, no coração, no lado racional.

"Give a little time to me
Give a little trust and you'd see
Give a little peace of mind
You never know what you might find"*

Relembro-me de endireitar as costas que estavam curvadas como se tocasse piano. Aos 29 dias depois de fazer anos, houve decisões a tomar. Fizeste contudo o meu dia às 2h51 da manhã a pendurarmos um mapa mundo na parede do nosso quarto, onde nos podemos deitar na cama e sonhar. "It takes an ocean not to break".**

Fica difícil o sono vir. Mas quem acredita em sonhos não morre. É terra que se regenera. Que se come, mastiga e mói até à mais profunda dor. Até um dia meio perdida, meio achada, ganhar asas para um dia voar. Ver nascer o pôr-do-sol e ter todas as certezas e pés na terra, por mais que as taquicárdias ataquem. por mais que o tremer de mãos pareça que tem parkinson (com todo o respeito e dignidade).

Oh, lights go down
In the moment we're lost and found
And I just wanna be by your side
If these wings could fly
Oh, damn these walls
In the moment we're ten feet tall
And how you told me after it all
We'd remember tonight
For the rest of our lives*

Eram 2h51. Madrugada e pendurávamos o mapa mundo. Apontei para a Austrália, o teu dedo correu para Nova Zelândia e umas ilhas Britânicas no meio do nada e meio remotas, segui para África. Voltámos ao Reino Unido. Gratidão, agradeci(te). Pelo momento. Vai ficar aqui bem guardado.

Se dói? Tomar decisões, ser adulto, ouvir a opinião contrária dos outros? Pra caraças. Deita ao chão. Há um misto de certeza e de erro profundos.Uma enorme capacidade de estarmos sozinhos e em pleno, em paz finalmente, mas uma ventania de vozes que a desfaz. "It takes an ocean not to break".

Hoje (28/05/2020) - não quero esquecer a data - disse basicamente adeus a um centro de certezas.

E a pisar o chão, no meu lado bem racional, porque também o tenho...às vezes de mais, daí ficar presa ao medo de agir.... tenho um mundo pela frente. Desfaço-me dele quando ganho capacidade de chorar e movimentar cada membro antes rígido e tenso. 

A um dia que não vou esquecer. Ao mapa mundo que teve parto às 2h51. 

Aos sonhos...never let them go!

"A bitter heart
You let me down
But you'll never lose
What you'll never found"*

*Birdy

**The National

 

 

 

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.