Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O Quase Diário

O Quase Diário

Invisible String

05.08.20, Joana Cavalcanti

b46bec5e7f4f643c9ce5642c8c65a1e8.jpg

Eras pequeno e ias de autocarro para a escola. Gostavas de decorar as matriculas e modelos dos carros...talvez alguma vez tenhas passado pelo carro onde eu vinha.

Eu costumava brincar no jardim de Cascais, e mais tarde apanhar o comboio e passear por lá, quando to mostrei continuava com aquele relvado verde imenso.

Aos fins de semana gostavas de ir ver e fotografar os aviões. Quem sabe se nunca apanhaste o voo onde eu ia para Paris ou Hong Kong.

(levaste-me como na canção até lá. "Anda comigo ver os aviões")

Votamos os dois em escolas diferentes para as eleições. Mas tu votas na escolas onde andas-te, gosto sempre de ir contigo para sentir as tuas corridas e arranhões.

Time, curious time
Gave me no compasses, gave me no signs
Were there clues I didn't see?
And isn't it just so pretty to think
All along there was some
Invisible string

Quando estava a estudar para os exames nacionais junto à minha janela grande do antigo quarto, já tu tinhas carta e ias jogar computador com uns amigos. Mas algo invisível já me ligava a ti, dessa janela grande vê-se o bairro do teu amigo Cajó.

Eu na linha tu em Lisboa, mas a entrar nos vinte já a ouvir a mesma música. 

Dourado estava o sol naquele verão em que descobri na internet um fórum da Rita RedShoes, estavas por lá também...

Mas foi na fnac do Colombo que te conheci. Durante o mini-concerto não paraste de olhar para mim. (nem eu para ti). Houve depois aquele "Olá" que nos ligou para sempre.

Mas sabes já eu tinha estado a olhar para ti sem tu me veres no concerto da fnac do Chiado da Rita, umas semanas antes.

Time, wondrous time
Gave me the blues and then purple-pink skies
And it's cool
Baby, with me
And isn't it just so pretty to think
All along there was some
Invisible string
Tying you to me?